sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Fajã do Rodrigues

Video:
http://www.youtube.com/watch?v=TpEM2kdYimw



Este trilho tem início nas Ginjas, no Concelho de São Vicente, e acompanha a esplanada da levada Fajã do Rodrigues ou Levada Fajã da Ama, duas designações por que é conhecida, terminando na madre da levada, na Ribeira do Inferno.


This trail begins at Ginjas in the municipality of São Vicente and follows the walkway beside the Fajã do Rodrigues levada or the Fajã da Ama Levada, the two names by which it is known, ending at the source of the levada in Ribeira do Inferno. 



Esta levada, traçada à altitude de 580 metros nasce no leito da Ribeira do Inferno, que separa as terras do Seixal das de São Vicente, e serpenteia por lombos e pequenos vales até ao sítio do Rosário, com a finalidade de irrigar os campos agrícolas de São Vicente.


This levada lies at an elevation of 580 metres and has its source in the bed of the Ribeira do Inferno stream, which separates the lands of Seixal from those of São Vicente and winds across ridges and through small valleys up to Rosário, to be used for the irrigation of the farm fields of São Vicente. 



A floresta exótica com que se deparará no início do trilho, com pinheiros (Pinus pinaster) e eucaliptos (Eucalyptus globulus) antecede a densa vegetação característica da floresta natural – Laurissilva, Património Mundial Natural pela UNESCO, desde Dezembro de 1999. 



The exotic forest which you encounter at the beginning of the trail, with maritime pines (Pinus pinaster) and eucalyptus (Eucalyptus globulus), precedes the dense vegetation characteristic of the native forest – the Laurisilva, World Nature Heritage of UNESCO since December 1999. 



As quedas de água e as frequentes linhas de água garantem uma vivacidade às espécies como os seixeiros (Salix canariensis), bem como aos grandes tis (Ocotea foetens), aos vinháticos (Persea indica), aos folhados (Clethra arborea) que ao longo da levada se sucedem. Não esquecendo também as espécies floridas, como os gerânios (Geranium palmatum), as estreleiras (Argyranthemum pinnatifidum), as orquídeas da Serra (Dactylorhiza foliosa) e os ranúnculos (Ranunculus cortusifolius) ou mais conhecidos por doiradinhas devido à sua coloração amarela. 



Waterfalls and frequent streams guarantee vitality to the species such as the Canary willow (Salix canariensis), as well as the large Madeira laurel (Ocotea foetens), Madeira mahogany (Persea indica), and the Lily-of-the-Valley tree (Clethra arborea) that abound along the levada. You’ll also notice the flowering species, such as geraniums (Geranium palmatum), Mandon’s Chrysanthemum (Argyranthemum pinnatifidum), Madeiran orchid (Dactylorhiza foliosa), and Canary buttercup (Ranunculus cortusifolius), easily recognised by their bright yellow flowers.  


Os túneis são uma constante ao longo da levada; por entre as várias passagens entre os diversos e extensos túneis poderá apreciar as belas panorâmicas que a paisagem sobre o vale de São Vicente proporciona. 

Tunnels are common along this levada, and as you pass between the many, long tunnels, you will have a chance to appreciate the beautiful panoramic views of the São Vicente Valley landscape.  








Poderá avistar alguns dos pássaros que povoam a zona confinante a este trilho, desde tentilhões (Fringilla coelebs maderensis), aos pequeninos pássaros como o Bis-bis (Regulus ignicapillus maderensis), que fazem pulsar este ecossistema e o convidam ao prazer dos sons.



You may catch sight of some of the birds that inhabit the areas that border this trail, from chaffinches (Fringilla coelebs maderensis), to the tiny birds such as the firecrest (Regulus ignicapillus maderensis), which give life to this ecosystem and please the ear with their songs.  


Deixe-se envolver pelo cenário à sua volta, admirando os vales que caem sobre o leito da Ribeira, e prepare o fôlego para o regresso.

Let yourself be enthralled by the scenery that surrounds you, as you wonder at the valleys that drop down to the bed of the stream and catch your breath for the return trip.  



A cache
The cache

Esta é uma multi cache simples com apenas duas etapas. Na primeira etapa encontrarás as coordenadas para a stage final. A levada percorre vales profundos pelo que o sinal GPS será fraco. Deverás ter sempre em atenção a Hint e o Spoiler.

This is a multi cache with just two simple stages. In the first stage you will find the coordinates for the final stage. The levada  runs through deep valleys and the GPS signal may be weak. You should always bear in mind the Hint and the Spoiler.



Precauções... 
Precautions... 

7,8 km
3h 30m

A levada tem protecções. 
Existem ao longo do percurso túneis pequenos e um longo, pelo que a lanterna é obrigatória. 
Os túneis apresentam zonas estreitas e baixas.
Um impermeável é recomendado.
As caches e a vegetação que as esconde deverão ser tratadas com cuidado para não serem danificadas.


The path has protections.
There are little tunnels along the route and a long one, so the torch is mandatory.
The tunnels have low and narrow areas.
A raincoat is recommended.
The caches and vegetation that hides them should be handled with care to avoid being damaged.

Reações:

0 comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Geocaching Video